Figueira da Foz: Turismo e comércio apreensivos com recolher obrigatório

Posted by

FOTO DB/JOT’ALVES

Os setores ligados ao turismo e o comércio estão apreensivos em relação aos efeitos do recolher obrigatório. Na hotelaria, pelo facto das novas medidas de contenção da pandemia coincidirem com a época baixa, o impacto é menor. Os estabelecimentos comerciais tradicionais, já que a maioria encerra ao sábado à tarde e ao domingo, também não deverão sofrer muito (diretamente) com o recolhimento. Na restauração, porém, esperam-se prejuízos elevados, mesmo tratando-se de, para já, de apenas dois fins de semana de fortes limitações à atividade.
“É mais uma machadada muito forte no nosso setor, além daquelas dificuldades que temos mencionado com frequência. Na época baixa, os fins de semana e os feriados são os dias em que temos mais movimento. Assim, não temos condições para trabalhar ao sábado e ao domingo”, afirmou ao DIÁRIO AS BEIRAS o presidente da Associação Figueira com Sabor a Mar, Mário Esteves.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.