Coimbra: 25 anos passados, muitos outros já planeados

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Os objetivos imediatos do Exploratório – Centro de Ciência Viva de Coimbra estão já planeados e passam por ser membro ativo do sistema científico nacional e pelo empenho em contribuir para a economia circular.
Ideias avançadas por Paulo Trincão, diretor da instituição, que ontem assinalou 25 anos de atividade.
Na sessão comemorativa, o responsável começou por fazer “uma fortíssima menção a Victor Gil e à sua equipa”, por tudo o que fizeram pelo Exploratório, cujos objetivos estratégicos passam também pelo aprofundamento de relações com as instituições de ensino superior da cidade.
Mas, diz Trincão, “as pessoas têm de gostar do Exploratório”, espaço que, com a pandemia, “é um sítio de referência. Aqui está–se bem”, sublinhou, antes de elencar metas futuras e recordar a gestão rigorosa dos últimos cinco anos – quando assumiu o cargo.
Para os próximos 25 anos, continuou, o espaço precisa de “alguma solidez”, destacando o forte empenho “em contribuir para a economia circular”.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.