CIM veta nome de candidato único a secretário executivo

Posted by

Os presidentes de câmara da CIM Região de Coimbra rejeitaram, na terça-feira, escolher um novo secretário executivo. O cargo, até há pouco exercido por Jorge Brito, vai continuar vago.
A reunião de terça-feira foi convocada, justamente, para eleger o novo secretário executivo. Todavia, não foi acompanhada de qualquer proposta formal, subscrita pelo conselho diretivo da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra.
Segundo foi possível apurar, foi o presidente da Câmara de Condeixa, que é também líder distrital do PS, quem aludiu ao nome de João Nuno Cunha Ferreira – um economista que é também membro do Secretariado da Federação Distrital do PS.
Os socialistas, recorde-se, são o partido com larga maioria nas autarquias da Comunidade Intermunicipal, daí que a iniciativa de Nuno Moita tenha todo o sentido. Foi ele, aliás, quem trouxe o nome do quadro da AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), em Coimbra, para reuniões preparatórias de autarcas.

Muitos PS contra
O resultado da reunião de terça-feira – uma expressiva maioria de votos contra o nome de João Nuno Cunha Ferreira – revela que a estratégia do edil condeixense não vingou. Contra Moita estiveram, certamente, os presidentes das câmaras do PSD, que são cinco. Mas, também, seguramente, uns quantos autarcas socialistas.
Para um autarca, ouvido pelo DIÁRIO AS BEIRAS, esta situação de vacatura, por omissão, vai “empurrar para sabe-se lá quando uma escolha que já devia ter sido decidida há muito, pelo menos desde que se percebeu que o dr. Jorge Brito ia mesmo ser eleito para a CCDRC”.
Quanto ao sentido de voto maioritário “só pode explicar-se por mero taticismo político, quem sabe se à espera de um lugar no pós-eleições autárquicas”, acrescenta o edil.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.