PSD assume que quer eleições intercalares em Quiaios

Posted by

Arquivo-J.A. – Ricardo Silva, presidente da Concelhia da Figueira da Foz do PSD

A Concelhia do PSD defende, pela primeira vez, que a solução para ultrapassar o impasse político em Quiaios deve resolver-se com eleições intercalares, a mas evita falar na demissão em bloco. A posição surge no dia seguinte a mais uma tentativa da maioria relativa socialista para formar executivo da junta, na Assembleia de Freguesia (AF), que foi inviabilizada, com os votos contra dos social-democratas e da CDU.
“Perante a gravidade e as sanções impostas pelo tribunal, existe um problema ético e político que apenas se resolve com a manifestação da vontade popular em eleições, que o PS quer evitar a qualquer custo, pois tem noção do desencanto dos quiaenses, ao ponto de oferecer cargos, julgando que os outros partidos se “vendem” com cargos [os socialistas convidaram o PSD para integrar o novo executivo]”, lê-se no comunicado do PSD.
“Tendo em conta que o PSD, finalmente, assumiu a sua posição, tem de assumi-la também perante a população e agir em conformidade. O PSD tem a faca e o queijo na mão. Por isso, tem de agir em conformidade com as suas posições”, reagiu Ricardo Santos, presidente da Junta de Quiaios e de um executivo em gestão corrente, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS.

PS passa a “bola” para a oposição
A última sessão da AF realizou-se depois de um parecer da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) atestar que a substituição dos ex-autarcas e o exercício de funções do presidente estão de acordo com a lei. Não obstante, a oposição mantém dúvidas legais.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.