Montemor-o-Velho: Impacto das trepadeiras na estrutura da muralha obriga a operação de limpeza

Posted by

FOTO DR

O crescimento rápido de vegetação trepadeira em grande parte das muralhas do Castelo de Montemor-o-Velho obrigou a autarquia a “meter mãos à obra”, delineando um plano de limpeza para as próximas semanas.
A empreitada começou esta semana sob coordenação do Serviço Municipal de Proteção Civil, cerca de um mês depois de (a 30 de setembro) o presidente da autarquia, Emílio Torrão, ter destacado “o dia da reconquista do Castelo para a população de Montemor-o-Velho”, referindo-se à assinatura da transferência de competências de gestão daquele monumento nacional das mãos do Estado central.
Agora, a exigência técnica dos trabalhos em execução, bem como o cumprimento rigoroso do plano de segurança, está a envolver seis especialistas no cercado norte do monumento.

15 mil m2 de muralhas
A área de intervenção é de cerca de 15 mil metros quadrados, refletindo-se em 587 metros de muralhas a intervir, adiantaram ao DIÁRIO AS BEIRAS os respetivos serviços.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.