Covid-19: Risco de transmissão está nos 1,26 – Centro é região com maior risco

Posted by

Cada doente de covid-19 em Portugal infeta neste momento 1,26 pessoas, revelou a ministra da Saúde, que apontou a região Centro como a mais preocupante e Lisboa com o risco mais baixo de transmissão.

O indicador que mede o risco de transmissibilidade da covid-19 (RT) está em constante mudança, sendo indicado estar abaixo de 1.

No entanto, entre os dias 12 a 16 de outubro, o risco efetivo de transmissão (RT) foi de 1,26, revelou a ministra da Saúde, Marta Temido, no final da reunião de Conselho de Ministros, durante a qual foi decidido impedir a circulação entre concelhos entre 30 outubro e 03 de novembro.

Segundo Marta Temido, a região Centro é neste momento a região com o risco efetivo de transmissão mais elevado do país, com um RT de 1,38.

Já a região de Lisboa e Vale do Tejo apresenta um RT de 1,17, que é “o risco efetivo de transmissão mais reduzido”, disse.

O RT é um dos indicadores analisados no momento de tomar medidas para conter a pandemia de covid-19.

Outro dos indicadores analisados diz respeito ao número de novos casos diários por cem mil habitantes, nos últimos sete e 14 dias.

“Em termos de taxa de notificação acumulada, nos últimos 14 dias, era entre 120 e 240 casos por cem mil habitantes”, disse Marta Temido, citando dados do último relatório do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

É olhando para a velocidade de crescimento de novos casos e da avaliação da evolução pandémica que se tomam decisões, que podem passar por “medidas mais gravosas” ou por aligeirar as existentes, acrescentou.

Hoje, o Governo decidiu que no fim de semana em que se celebra o Dia dos Finados, as pessoas ficam impedidas de sair do seu concelho, com exceção de quem está em trabalho.

A medida pretende diminuir os contactos entre familiares que não habitam na mesma casa e assim tentar reduzir o eventual aumento de novos casos de covid-19.

Portugal regista hoje 3.270 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 16 mortes relacionadas com a covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os internamentos hospitalares também atingiram nas últimas 24 horas os valores máximos registados desde março, num total de 1.365, mais 93 pessoas internadas do que na quarta-feira.

De acordo com o boletim hoje divulgado, Portugal já contabilizou 109.541 casos confirmados e 2.245 óbitos desde o início da pandemia de covid-19.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.