Universidade e investidores unem-se para resgatar Salina da Gala na Figueira

A Salina da Gala na Figueira da Foz vai ser recuperada num projeto com “ousadia e esforço” de investidores a que se junta o conhecimento técnico e científico da Universidade de Coimbra (UC), através do laboratório Marefoz. Ontem, a empresa Crystalsalt2A e a universidade assinaram um protocolo de colaboração, numa cerimónia que decorreu na Sala do Senado.
“A Salina da Gala, deixada ao abandono vai para uns 25 anos, estava a precisar deste abanão e de um retorno modernizado que a pudesse revitalizar”, afirmou João Girão, da Crystalsalt2A, revelando que a primeira pedra do empreendimento vai ser lançada a 15 de outubro.
O projeto que representa um “arrojado investimento de 1,6 milhões de euros” vai ser concretizado, por fases, até 2024/25 e abarca áreas que vão do turismo à saúde, gastronomia, história, museologia, produção piscícola, produtos de cosmética e também aproveitamento da salicórnia.
O acordo entre a empresa a Universidade baseia-se “num apoio efetivo, nos domínios da investigação, da análise dos solos, das águas, lamas e da salicórnia”, destacou João Girão. “A empresa Crystalsalt tem como principal foco estabelecer na Salina da Gala um polo de investigação e como tal faz todo o sentido que vá à procura do know-how que a UC tem”, acrescentou.
“É um protocolo em que nós podemos ajudar ao desenvolvimento das atividades da Crystalsalt por via da transferência de conhecimento”, afirmou João Carlos Marques, coordenador do Marefoz.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.