Tensão no executivo da Junta de Lavos

Posted by

Os elementos do executivo da Junta de Freguesia de Lavos têm uma relação tensa. De um lado, estão a secretária, Susana Carreira, e o tesoureiro, José Coelho da Silva. Do outro, isolada, encontra-se a presidente, Lucília Cunha. Aliás, a autarca reconhece que mantém com os restantes elementos da equipa uma relação meramente institucional.
“A nossa colaboração é institucional. Não concordo com muitos procedimentos e, depois, há alguns atritos. Não me sinto apoiada pelo tesoureiro e pela secretária, porque tudo o que proponho eles tentam reprovar. E têm reprovado!”, afirmou Lucília Cunha ao DIÁRIO AS BEIRAS. Questionada sobre o desconforto da relação, a presidente de junta respondeu assim: “Luto pela verdade”.
A verdade é que os emails trocados entre a presidente e a secretária, que circulam nos bastidores políticos locais, aos quais o DIÁRIO AS BEIRAS teve acesso, denotam a má relação institucional entre as duas autarcas. De resto, a falta de coesão do executivo socialista da Junta de Lavos tem servido de argumento político da oposição (PSD e Lavos Vai ou Racha). Apesar das tentativas, não foi possível obter declarações de Susana Carreira e José Coelho da Silva.

 

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 25/09/2020

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.