Pedro Roxo “não compreende” suspensão do jogo frente ao Ac.Viseu

Posted by

DB-Pedro Ramos

O presidente da Académica, Pedro Roxo, teceu críticas à postura da ACES Dão Lafões e da Direção-Geral da Saúde (DGS), entidades que decidiram suspender o duelo entre Ac. Viseu e Académica, que marcava a estreia das duas formações na 2.ª Liga 2020/2021.
“Não consigo compreender a decisão. O futebol profissional está a cumprir regulamentos acima do que foi decretado pelo Governo e pela DGS. No mesmo fim-de-semana, começam as provas distritais da AF Viseu. O mesmo delegado de saúde aceita que exista um campeonato distrital sem testes”, lamentou, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, o presidente da Briosa.
A decisão teve por base os três casos positivos detetados em jogadores do Ac. Viseu e a situação epidemiológica no concelho de Viseu.
O presidente do conjunto academista, que fez questão de frisar que “ se trata de uma questão de saúde e que o futebol e a Académica, em particular, foram exemplos na prevenção e na compreensão do momento de pandemia”, espera que a situação seja evitada no futuro.
“Espero que esta situação não exista outra vez e espero que sejam seguidos, para o futebol profissional, os critérios aplicados às outras atividades”, apelou.
O dirigente relembrou o regulamento de retoma da Liga Portugal. “Os jogadores que são testados e dão positivo, devem ser colocados de quarentena, mas não se deve adiar o jogo”, recordou.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.