Movimento de agregação dos fiéis permitiu criar mais cedo do que o previsto a nova reitoria

Posted by

FOTO DB – CARLOS JORGE MONTEIRO

 

O Bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, elogiou o trabalho desenvolvido pelo Padre Francisco na concretização de um projeto com muitas décadas e que permitiu acabar com a desilusão da população da zona Norte da cidade

 

O que significa para a Diocese de Coimbra a criação desta Reitoria/Quase Paróquia Coração Imaculada de Maria?
É uma criação que parece vir em contraciclo em comparação com muitas das realidades que estamos a viver, tanto na Igreja como na sociedade. Na igreja sabemos que muitas paróquias estão a unir-se nas chamadas Unidades Pastorais, ou seja, estamos a falar de um movimento de agregação com o objetivo de colocar as paróquias a trabalhar em conjunto. Na sociedade, esta medida tem a ver com a realidade da diminuição da população, mas com o objetivo de levar as comunidades a realizarem bem a sua missão. No fundo, pretendemos que as comunidades tenham um conjunto de condições mais adequadas para realizarem bem a sua missão.

Esperava que este projeto tivesse sido concretizado ao fim de dois anos?
Este é um projeto com algumas décadas. Como sabemos, aquela parte muito significativa da Paróquia de Santa Cruz tem vindo, aos poucos, a ganhar alguma autonomia. Felizmente, agora, o processo acelerou, porque quando foi nomeado o Padre Francisco para Vigário Paroquial de Santa Cruz já era com esta intenção, ou seja, de caminhar para uma progressiva autonomia da parte norte da Paróquia de Santa Cruz. Agora, posso dizer que o ritmo foi muito acelerado, o que deixa felizes as populações que ali residem e que estavam até um pouco desanimadas por ver que isto nunca mais avançava.

Foi fundamental o dinamismo empregue pelo Padre Francisco?
Evidentemente que sim. Havia uma ideia e pensou-se que ele seria a pessoa adequada. Desde que veio de Oliveira do Hospital iniciou um movimento de agregação de pessoas e de animação das comunidades, o que permitiu que as comunidades pudessem alcançar, num tempo mais curto do que o previsto, a criação desta reitoria.

 

Leia a entrevista completa na edição impressa e digital

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.