Julgado por tentar matar militares da GNR

Está marcado para hoje o início do julgamento do homem que disparou contra dois militares da GNR numa perseguição, no IC2, em Cernache, no ano passado.
O arguido, de 43 anos, está acusado pelo Ministério Público (MP) de dois crimes de homicídio na forma tentada, um crime de resistência e coação sobre funcionário, um crime de detenção de arma proibida e outro de condução sem habilitação legal.
O crime ocorreu a 15 de junho de 2019 quando a patrulha se deslocava no IC2, no sentido norte sul. Os militares intercetaram o condutor por falta de cinto de segurança, e perceberam entretanto que o mesmo não tinha carta de condução e o veículo estava sem inspeção periódica obrigatória.
Ordenaram a paragem, mas o suspeito, que seguia acompanhado da mulher, colocou-se em fuga, tendo sido seguido pela patrulha.

(Texto completo na edição impressa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.