Contra covid-19 e cheias “só há um caminho: seguir em frente”

Depois das inundações do inverno, a pandemia veio colocar desafios incertos ao concelho de Montemor-o-Velho. A ação coletiva, não só do executivo da câmara como de dirigentes e funcionários, das empresas e dos empresários, dos profissionais de segurança, socorro e saúde foi alvo de um particular reconhecimento por Emílio Torrão no seu discurso do Dia do Município.
“Só há um caminho: seguir em frente, rumo ao futuro, com prudência e ponderação, mas sempre, incondicionalmente, fazendo-o de forma obstinada e irreverente”, encorajou e garantiu: “Não desistimos nem desanimamos! Vamos seguir em frente e cumprir os nossos planos e objetivos”.
O presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho recordou que apesar das dificuldades trazidas pela covid-19, a câmara continuou a trabalhar no sentido de lançar o conjunto de obras que estão a decorrer em simultâneo em todas as freguesias.
No que diz respeito ao rio Mondego, o autarca apontou a recuperação das margens cujos diques cederam à força das inundações, por parte do Governo, conforme prometido.
“Nós impusemos o respeito por este concelho, com a nossa humildade e dedicação naqueles dias difíceis. Era impossível não cumprirem, como o fizeram no passado. Seria uma vergonha nacional… Mais uma vez, esta equipa impôs a sua autoridade e força! Hoje somos respeitados! Que melhor recompensa poderia esta equipa reclamar para o nosso sofrimento, dias sem dormir, esgotamento físico e riscos que corremos?”, conclui.
Emílio Torrão garante ainda que estão a ser implementadas soluções mitigadoras do risco para Montemor-o-Velho, Ereira, Carapinheira, Meãs e Tentúgal.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.