Opinião: O que faz falta?

Posted by

A Praça da Europa é dos lugares mais emblemáticos da Figueira. O Relógio de Sol (finalmente tratado com dignidade), o contacto do rio com a cidade, em outros tempos um local bem familiar e de convívio. Lembro-me de, aos fins de semana, ir com os meus pais passear junto ao rio, andar de bicicleta, andar de patins, eu e tantas outras crianças.
Era naquela praça onde todos os anos se reuniam pessoas dos vários recantos do concelho para celebrar as festas da cidade com a típica feira das freguesias e até esta tradição foi retirada daquele espaço.
A Praça da Europa sofre com a ausência de pessoas, assim como a maioria do nosso concelho e, infelizmente, a resposta a esta constatação é clara: não existe um planeamento estratégico na Figueira da Foz. Soluções para inverter esta situação? São muitas. Infelizmente, só não vê quem não quer! Ou então vivo numa Figueira muito diferente daquela que os nossos governantes locais vivem!
A Figueira necessita de ser atrativa para os seus munícipes e para atrair mais pessoas durante todo o ano, para isso é essencial: Mais empresas, sejam elas de grande, media, pequena ou micro dimensão. Incentivar ao empreendedorismo. Apostar no trabalho qualificado. Menos “mercearias”, menos trabalho precário. Incentivo ao consumo no comercio local. Investir no que é nosso.
Um concelho mais cuidado. Espaços verdes tratados com regularidade. Mais árvores, menos abates. Menos betão. O muro “instagramável” de Buarcos, pode ser bastante apelativo, mas não serve para esconder as praias sujas, a falta de manutenção dos passadiços, nem combina com as praias de norte a sul que nem sequer têm acesso condignos.
Investir na educação e na formação técnica e superior. É redutor pensarmos que a Figueira só vive do verão. As pessoas precisam de atividades o ano inteiro. Os empresários não trabalham só 2 meses por ano.
Só assim se consegue captar pessoas à Figueira e só assim se dinamizam espaços como a Praça da Europa. Ou então continua-se como está. Que venham os concertos do Anselmo Ralph ou do José Cid, ou comboiadas, porque já diz a música: O que faz falta é animar a malta!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.