Opinião – O mundo a semana passada A GEOPOLÍTICA da semana

Posted by

02 Ago DOMINGO CARACAS

Os partidos da oposição da Venezuela recusam-se a participar nas próximas eleições, a realizar a 6 de dezembro próximo. Os 27 partidos políticos, que têm assento parlamentar e configuram a oposição a Nicolás Maduro decidiram não concorrer às eleições legislativas, por considerá-las sem legitimidade e um processo eleitoral fraudulento. As eleições visam a escolha de 277 deputados que formarão a nova assembleia nacional.

03 Ago SEGUNDA BISSAU

A ex-colónia portuguesa, a Guiné-Bissau, vive momentos que de democracia nada têm. Agora, acontecem os sistemáticos atentados à liberdade de imprensa. Dezenas de jornalistas, alertando para a intromissão do estado na comunicação livre, realizaram uma vigília junto à Rádio Central FM, em Bissau. A chamada campanha “Zero Comunicação” foi lançada pelo Sindicato dos Jornalistas da Comunicação Social da Guiné-Bissau.

04 Ago TERÇA WASHINGTON

O chefe da Casa Branca, Donald Trump, prepara uma investida contra as tecnológicas chinesas TikTok e WeChat, proibindo a sua atividade nos EUA. De facto, Pequim e Washington estão a viver os momentos mais críticos desde que os dois países estabeleceram relações em 1979. A ofensiva é justificada com a defesa da segurança interna, considerando que as tecnológicas chinesas estão a fornecer dados às autoridades chinesas.

05 Ago QUARTA BEIRUTE

A capital do Líbano sofreu uma violenta explosão que destruiu por completo o porto de Beirute e arrasou parte da cidade. A cidade acordou de luto e a procurar vítimas entre os destroços causados pela explosão, matando pelo menos 135 pessoas e ferindo mais de cinco mil, de acordo com o último balanço do Governo. Face à dimensão da catástrofe o Governo decretou duas semanas de estado de emergência e solicitou ajuda internacional.

06 Ago QUINTA PEQUIM

Consultores militares da China, consideram que Donald Trump poderia começar um conflito militar controlável com a China, no Mar da China Meridional para conseguir um maior índice de aprovação para a sua reeleição. Estes peritos consideram que o ataque súbito mais provável dos EUA seria contra a ilha Scarborough Shoal controlada pela China. Um banco de areia, a 120 milhas náuticas das Filipinas, que é disputado por Manila e Pequim.

 

A OLHAR NA PRÓXIMA SEMANA

Pyongyang – A Coreia do Norte terá introduzido armas nucleares em mísseis balísticos. Para quando a tão falada desnuclearização da península…

Sófia – A tensão cresce na Bulgária, com vários meses de protestos quotidianos, nas ruas, contra o governo. Aproximam-se eleições antecipadas…

Nova York – O candidato presidencial Joe Biden à Casa Branca, apresentará nas próximas semanas, o seu vice-presidente. Temos uma mulher e Afro-americana…

Bruxelas – A EU insta Polónia a não abandonar Convenção de Istambul, sobre prevenção da violência contra as mulheres. O governo populista acatará…

Saint-Paul-les-Durance – Cientistas instalam uma máquina gigante no sul de França, projetada para demonstrar fusão nuclear do sol. Teremos energia limpa…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.