Opinião: Buarcos Pedonal

Posted by

A câmara deve exercer a sua autoridade administrativa para proibir a circulação de viaturas na rua 5 de Outubro, em Buarcos?

A Rua 5 de Outubro é um bom exemplo de um património único. Com um potencial turístico, bastante diferenciado daquela que é a nossa concorrência nacional. Aquela que em tempo fora parte da ligação entre a Figueira da Foz e o Cabo Mondego, é hoje uma “varanda” privilegiada para observar o mar e o nosso magnífico areal.
Aquando da requalificação daquele espaço, houve várias opções tomadas que são bastante questionáveis. Não se compreende qual era o sentido de colocar aquelas pedras salientes em certas zonas intervencionadas. Igualmente incompreendido fica o facto de não se ter aberto à comunidade o túnel que hoje está tapado, que tradicionalmente é utilizado para o presépio. Na mesma medida, também é com alguma estupefação que observo, que quem estava na Câmara antes de 2009 não projetou logo a rua 5 de Outubro, para ter o Trânsito estritamente limitado ao necessário à vida quotidiana.
Concordo que o trânsito naquela rua deva ser limitado a moradores, comerciantes e cargas e descargas. A sinalização que proíbe a circulação já está colocada, contudo esse esforço tem sido inglório, dado que a mesma não é minimamente respeitada. Acredito que dada a complexa situação, devam ser implementados dissuasores de uma forma gradual. Isto é, colocar primeiro elementos na faixa da esquerda, depois na faixa da direita, depois um canteiro aqui e ali, até que chegará o momento em que os condutores de passagem, comecem a evitar a circulação naquele local.
A Rua 5 de Outubro deve ser vista como um dos ex-libris do concelho. E tal como qualquer ex-libris de uma cidade moderna, as zonas pedonais sobrepõem-se às zona rodoviárias, assim, em Buarcos não poderá ser diferente. O Castro Velho possui um potencial turístico fantástico, porém, é necessário começar a pensar numa transição para vias pedonais, garantindo a circulação confortável dos peões, não deixando de parte os carros dos moradores. Acredito que este seja o caminho para um futuro próspero na encantadora Vila de Buarcos.

Pode ler a opinião de David Monteiro na edição digital e impressa do DIÁRIO AS BEIRAS

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.