Normas da DGS para o desporto; um absurdo

Posted by

Façam um favor à plebe. Levantem-se da cadeira e venham ver os jovens a praticar desporto com o apoio dos Pais.
Legítimo perguntar; onde? A resposta é simples; no País inteiro!
Não deve existir um campo ou um pavilhão que não esteja ocupado.
Não quero insistir na questão do ensino à distância com o apoio de associações e clubes, para não dizerem que sou muito chato.
O Senhor Primeiro Ministro – onde parará o Senhor Presidente da República; terá ido aos abracinhos a Reguengos de Monsaraz ou está de novo confinado? – avisou toda a gente, inclusivé os senhores ministros da Nação, que o País não pode parar.
Assim sendo, e se por uma qualquer eventualidade for necessário fechar escolas – esperemos bem que não – onde vai ficar a garotada, já que o País não pode parar e os Pais terão de trabalhar? Esta é a pergunta para a qual eu tenho pressionado uma resposta, mas que não existe. Haverá um qualquer plano? A ver vamos!
Parece-me que os responsáveis da saúde não estão a avaliar bem o mal que estão a fazer aos nossos jovens, ao colocar imensas dificuldades para recomeçarem os treinos.
Todos sabemos que “cautelas e caldos de galinha” nunca fizeram mal a ninguém. Mas, o que é demais também parece mal! Ser ou não demais é algo para avaliar. Só que, sem se colocar em prática e apenas dor dedução, ninguém consegue obter uma resposta ou uma certeza.
O drama de tudo o que se passa no País, será, de repente, por ninguém confiar na Direcção-Geral de Saúde, tantas as contradições ao longo dos últimos meses.
Claro que algumas instituições do desporto começam a fazer prova de vida. Agora, só agora, porquê? Que compromissos têm com o poder para não assumirem a responsabilidade de propor e reivindicar celeridade nas decisões após análise? A não ser, o que também pode ser muito provável, que as análises tenham sido sempre erradas – como já se viu – e entrincheiraram-se sem dar sinal de vida.
Os jovens precisam tanto de começar a frequentar a escola como de praticar desporto. E quem não o faz vai ter necessidade de o fazer. Porque esta pandemia abriu uma janela de oportunidade.
Todos sabemos que o desporto é uma “ferramenta” importante para o equilíbrio emocional dos jovens. Daí que as famílias vão ter necessidade de encontrar na prática desportiva a ajuda necessária.
Vamos ter necessidade – o País – de investir em instalações desportivas, tanto ao ar livre como cobertas.
O que antes parecia aos autarcas como uma despesa e um luxo agora é uma certeza como investimento e necessidade.
Estou muito curioso para saber qual o orçamento das Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia – que em grande maioria dependem das Câmaras Municipais – e quanto vão alocar para a prática e desenvolvimento desportivo, além naturalmente, para a construção de infraestruturas.
As cartas desportivas estarão atualizadas, ou vai tudo ser feito a “olhómetro”?
Será que as verbas alocadas para a formação de agentes vai estar desta vez em rubrica própria, ou vai ser, “qual a necessidade”!?
A Alemanha, por exemplo, está a investir fortemente no apoio ao movimento associativo.
Se vão existir dificuldades nas escolas relativamente ao desporto escolar, invistam esses milhões no movimento associativo.
É absolutamente necessário ter respeito pelo vírus; já não o é viver aterrorizado!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.