Morreu o poeta de origem beirã Melo e Castro

Posted by

Morreu o poeta Ernesto Manuel (E.M.) de Melo e Castro. O óbito foi registado ontem, sábado, em São Paulo, no Brasil, aos 88 anos. Foi um homem que marcou a poesia experimental em Portugal.

Nasceu a 19 de abril de 1932, na Covilhã, para se tornar uma figura incontornável na literatura e na arte portuguesas. Neto materno do 1.º Visconde da Coriscada, tornou-se comendador da Ordem do Infante D. Henrique em 2017.

Embora fosse um homem das letras, licenciou-se em engenharia têxtil pela Universidade de Bradford, em Inglaterra, em 1956. A publicação da extensa “Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa”, em 1959, pela Moraes, em colaboração com Maria Alberta Menéres (1930-2019), sua companheira, constituiu um momento decisivo na afirmação e divulgação da literatura portuguesa e dos autores emergentes. Era pai da cantora Eugénia Melo e Castro e vivia há mais de 20 anos no Brasil.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.