Coimbra: Pais pedem obras na Escola Eugénio de Castro

Posted by

DR-Pavimento apresenta algumas falhas, o que prejudica o bom funcionamento das aulas

A Associação de Pais da Escola EB 2,3 Eugénio de Castro enviou para a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) um dossiê onde reportam os problemas existentes neste estabelecimento de ensino. De acordo com o documento, a que o DIÁRIO AS BEIRAS teve acesso, os encarregados de educação referem que “existem falhas abrangentes, em virtude da idade do edifício e do tipo de construção (aquecimento, sombreamento, caixilharia, coberturas), que necessitam de uma intervenção global e avultada”.
Apesar disso, os pais reconhecem que existem “lacunas pontuais de vidros, portas, ferragens, pavimentos, equipamento/mobiliário que poderão ser corrigidas com intervenções mais cirúrgicas e eventualmente faseadas”.
Para tal, a associação defende a implementação de um Plano de Manutenção “com vistorias periódicas e listagem de ações de inspeção, limpeza, pro-ação, correção e/ou substituição”. “Agregado a esse eventual Plano de Manutenção deve ser operacionalizado um mapeamento de custos”, frisam.

Principais problemas reportados à CMC
O relatório de 23 páginas está dividido em nove partes. A primeira diz respeito ao pavimento, o qual apresenta desgaste “acentuado, com perdas de secção em algumas peças, irregularidades e deterioração das arestas”. “As lacunas extensas prejudicam claramente o bom funcionamento das aulas”, dizem os pais que, neste ponto, referem ainda terem sucedido quedas de alunos e professores.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.