PSD retira requerimento sobre Estação de Coimbra B

O PSD retirou o requerimento que ia apresentar ontem à Assembleia Municipal (AM) e cujo objetivo era reverter o acordo básico estabelecido entre a Câmara e a Infraestruturas de Portugal (IP) para a reabilitação da estação de Coimbra B. O presidente da AM, Luís Marinho, lembrou que o órgão não tem competência para interferir nas deliberações camarárias.
O episódio teve início na terça-feira com o presidente da concelhia de Coimbra do PSD, Carlos Lopes, a assinar uma nota onde anunciava que iria “apresentar formalmente” um requerimento à AM “com vista à apreciação dos pontos relativos” à “desafetação” da estação de Coimbra A, no âmbito do projeto de Metro Bus, e das obras da IP em Coimbra B (Estação Velha).
A decisão de não apresentar o documento na reunião de ontem deveu-se essencialmente ao facto de o PSD entender que deveria “reconverter o requerimento numa moção ou recomendação” e, simultaneamente, que o assunto deverá ser debatido por este órgão “na sua sessão de setembro”, assegurou Francisco Rodeiro, que assumiu funções de líder do grupo municipal social-democrata, na ausência de Nuno Freitas. O deputado falava à agência Lusa, à margem da reunião.
Ainda no período antes da ordem do dia, o presidente da AM, Luís Marinho, lembrou que a “Assembleia não tem nenhuma competência para se acometer seja de que maneira for nas deliberações da nossa Câmara Municipal”. Dizendo não ser “um formalista zeloso”, apelou ao “bom senso” e mostrou-se “satisfeito” pelo PSD retirar o documento que foi enviado à comunicação social e publicado nos jornais locais, o que mereceu críticas de vários intervenientes.
Francisco Rodeiro defendeu que ao anunciar a decisão, os sociais-democratas pretenderam “marcar posição” de “completa dissonância com as obras de fachada previstas [para a Estação Velha], que condenam Coimbra a manter um apeadeiro como porta de entrada principal na cidade”.

Por “o pau na roda”
“Querem fazer isto à moda antiga: por o pau na roda”, afirmou Manuel Machado. “Nunca nenhum outro presidente da Câmara apresentou uma solução” para a Estação Velha, referiu, considerando que a oposição ao projeto não é contra ele, mas “contra Coimbra”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.