Opinião – António Costa Silva, um clone de José Sócrates

Posted by

Não tenho bem a certeza se hoje vou ter de escrever mais um pouco do que é habitual. As trapalhadas são de tal ordem que um texto diário até se poderia ou deveria impor, ainda que com menos caracteres. Mais assertivo sobre um determinado assunto… diria eu!
O plano do Dr. António Costa Silva diz-nos que, Portugal vai ter outra oportunidade de se desenvolver. Sim. Porque a primeira, aquando da gestão primeiro ministerial de Cavaco Silva – Professor, apenas se tivesse realizado algo de útil – foi uma completa desgraça para o País.
A Zona Centro – já nem lhe chamo Região Centro para não alarmar os centralistas – não irá ser beneficiada em nada. Espero que haja uma forte reacção para que não continuemos a ficar para trás.
Não há “metro regional” porque não existem pessoas. Só que não existem pessoas… porque exactamente, não há “metro regional”!
Ao ouvir a sua riquíssima intervenção, pareceu-me que seria um clone de José Sócrates, que defendia exactamente o mesmo, com o empurrão – para o abismo – da senhora Merkel e da Europa. Gastem, gastem, que não há problema!
Coisas da vida… o Ministro de Sócrates – António Costa – a realizar o programa eleitoral do tal!
Já estou a ouvir os meus Amigos a dizer: “lá estás tu outra vez com o Sócrates”! Só que fui muito crítico dele quando foi Primeiro-Ministro – a opinião pública não tem de saber porquê – mas a ingratidão é feia!
Só que agora há rios de dinheiro. Noutros tempos, pouco só dinheiro… e não rios dele!
Na verdade e de verdade, os grandes investimentos, se Coimbra e a Zona Centro não se mexerem, serão para o novíssimo aeroporto de Lisboa, o transporte ferroviário de alta velocidade e o apoio à revitalização dos metros.
Nada a opor. De acordo.
Vamos lá, então, ao desacordo!
Que metros, que apoios, que rigor?
O investimento num metro ligeiro de superfície para Coimbra – a quantidade de vezes que já o disse! – não irá estar previsto, assim como a construção de um aeroporto nesta área geográfica.
Como tenho dito e escrito, a inoperância ao centro, irá determinar que um dia, as “quintas” se transformarão em “quintais”, e que os filhos e netos por várias gerações não nos conseguirão relacionar porque não existem memórias.
Haverá maior combate e menorização do centro de Portugal do que a afirmação de uma governante do centro agora rendida a Lisboa, que terá dito que estratégico para o País seria o aeroporto de Beja e um transporte rápido para Lisboa?
Esta afirmação é a incompetência elevada a infinito!
António Costa vai ter de se preocupar com os seus Ministros. Parece-me que já estará a preparar uma remodelação, tal a incompetência que pelo Conselho grassa. Não haverá programa de 15 mil milhões que resista!
Aliás, se não existirem reguladores independentes – seja lá o que isso for – os escritórios de advogados já devem andar, há meses, numa lufa lufa, para tentar perceber quem vai ganhar mais com a moenga! A não ser, o que também será uma forte probabilidade, que já tenham negociado entre si “quem fica com o quê”!
Desta vez, a Europa não disse que teríamos de “dar cabo da vinha”, porque afinal tinha mais bêbados por metro quadrado do que nós, não obrigou a abater barcos de pesca, porque os marroquinos e “outros marroquinos”, há muito que andam a pescar nas nossas águas para o negócio com o centro e norte da Europa.
Até os Holandeses, agora Países Baixos, parece que se esqueceram que são um País com o maior número de “meninas de ataque a céu aberto” da EUROPA.
Como é que um país que aceita que raparigas se estejam a oferecer para serviços sexuais nas montras de “lojas”, se acha com alguma moral para falar e exercer chantagem sobre os países do sul da Europa?
Vamos esperar para ver?
Vamos “só” esperar para ver? Espero bem que não!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.