Faleceu João Paulo Amaral Gouveia (1958-2020)

Posted by

João Paulo Amaral Gouveia faleceu hoje com 62 anos. Era o atual responsável pela comunicação institucional e relações públicas da EDP Distribuição em Coimbra.

Na edição do passado dia 6 de março, o jornalista Paulo Marques publicou um trabalho no caderno Gente e que aqui reproduzimos na íntegra:

João Paulo Gouveia: Coimbra e EDP entre a Figueira e a Meda

João Paulo Amaral Gouveia é um figueirense de nascimento que foi adotado pela Meda. A sua vida profissional foi praticamente toda passada na EDP, tendo começado, em 1980, justamente, na cidade-praia. Seis anos depois, mudou-se para Coimbra, de onde não mais saiu.

No final dessa década de “oitenta”, tudo mudou na carreira do então quadro da área da regulamentação do trabalho. Por essa altura, o grupo EDP passava por uma das muitas restruturações e, em Coimbra, tinha sede uma das quatro empresas de distribuição: a CENEL – Eletricidade do Centro.

Homem de fina educação e trato agradável, com muita facilidade no relacionamento interpessoal, João Paulo Amaral Gouveia ousou arriscar… e ganhou a aposta. Em escassos meses, “abriu a porta” da empresa a um novo mundo: o da comunicação institucional e relações públicas.

Ao longo destas três décadas, foram várias as designações dos cargos que ocupou, mas basicamente as funções foram sempre as mesmas. Hoje, para além de quadro superior sénior da EDP, é ainda dirigente nacional do SINDEL – Sindicato Nacional da Indústria e da Energia.

Noutro plano, João Paulo Amaral Gouveia sempre desenvolveu uma intensa atividade, repartida entre a participação na política e a área social. E, aqui, mais uma vez, surgem as terras natal e de adoção como territórios eleitos para a sua intervenção.

Assim, na Figueira da Foz, João Paulo Amaral Gouveia foi presidente do Lions Club Santa Catarina ao longo de quatro mandatos e teve, ainda, um mandato como presidente de Divisão.

Também integrou a direção da Confraria Gastronómica do Arroz e do Mar – organismo hoje adormecido na Figueira da Foz.
Por seu turno, na Meda, João Paulo Gouveia teve uma passagem pela direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários locais e foi vice-presidente da Associação de Desenvolvimento Valflor. Para além disso, foi um dos fundadores do Núcleo Sportinguista da Meda.

Mas, na terra quente do norte do distrito da Guarda, ali a dois passos do Douro, foi na política que mais tempo e mais energia despendeu. Foi, por isso, com naturalidade que chegou à assembleia municipal, a convite do PS. Hoje, afastado mas não distante – aliás, nada distante… –, João Paulo Gouveia deixa no ar um enigmático “Nunca digas que desta água não beberás”…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.