Opinião: Reabilitar para vender?

Posted by

Reabilitar o Mosteiro de Seiça é um dos objetivos da Câmara Municipal, e o orçamento é estimado em três milhões de euros. Muito dinheiro público a investir num património para o qual desconhecemos um plano concreto de valorização. Reabilitar por reabilitar é despropositado, especialmente se a intenção for vender o Mosteiro a privados. Será legítimo gastar tanto dinheiro público para benefício de privados? Mais justo afigura-se a entrega da exploração a privados, ou instituições, mas mantendo a propriedade na esfera municipal.
Compreende-se a necessidade da Câmara em vender património. Em Maiorca mostrou-se incapaz de fazer a gestão do Paço, nos 20 anos de propriedade municipal os contribuintes pagaram caro uma série de erros. Perderam-se vários milhões de euros que poderiam ter sido investidos na dinamização e sustentabilidade da economia local.
Tendo presente este historial parece-me ponderado equacionar a sua venda, ou concessão, a privados. Mas, tal alienação deverá enquadrar-se em objetivos bem definidos. Infelizmente esse trabalho de clarificação parece-me que está por fazer. Falta uma estratégia pública global para o património da Câmara e responder às questões: como dinamizar e dar vida a centenas de imóveis, atualmente abandonados? Como incluir o investimento privado na sua reabilitação e dinamização?
Haverá certamente outras razões para vender património: gerar receita para equilibrar as contas da Câmara, enredada em pagamentos de indemnizações elevadíssimas e projetos cujos custos são difíceis de suportar em tempo de contração da receita tributar
Pelo exposto, sou a favor da venda do Mosteiro de Seiça e do Paço de Maiorca, mas com condições e exigindo que os beneficiários partilhem os custos da sua reabilitação, não sendo sensato gastar 3 milhões de euros em património para o qual não há um plano bem definido.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.