Nova liderança da Terras de Sicó quer concluir candidatura a Património Mundial da UNESCO

Posted by

DR

A candidatura dos muros de pedra seca de Sicó a Património Mundial da UNESCO é um dos projetos que o novo presidente da Associação de Desenvolvimento Terras de Sicó pretende concluir durante o seu mandato.

“É um projeto estratégico que envolve a população e está inserido no projeto de classificação da área de paisagem protegida regional das Terras de Sicó, cujo título deve estar formalizado dentro de seis meses”, disse hoje Mário Jorge Nunes à agência Lusa, depois de ter sido eleito para o cargo.

A Associação de Desenvolvimento Terras de Sicó, que reúne os municípios de Condeixa-a-Nova, Penela, Ansião, Pombal, Alvaiázere e Soure, dos distritos de Coimbra e Leiria, desenvolve um plano estratégico com o apoio científico do Instituto Politécnico de Leiria.

Segundo Mário Jorge Nunes, também presidente da Câmara de Soure, estão aprovados projetos de inovação e desenvolvimento no âmbito do Programa de Desenvolvimento Regional (PDR 2020), que passam pela renovação de aldeias e a criação da rede das aldeias de calcário.

O dirigente adiantou ainda que, nos próximos dois anos, serão investidos 600 mil euros aprovados numa candidatura para reconversão das cadeias curtas dos mercados locais e renovação dos mercados locais nos seis concelhos abrangidos.

A Terras de Sicó tem ainda intervenção ao nível do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego (SI2E) e do programa Coeso, financiado pelo Fundo Social Europeu, também na área da criação de emprego, cujos avisos de candidatura vão ser lançados em breve.

A nova direção da associação inclui ainda Diogo Mateus (presidente da Câmara de Pombal), como vice-presidente, António José Domingues (Ansião), secretário, Célia Marques (Alvaiázere), tesoureira, e Nuno Moita (Condeixa-a-Nova), vogal.

O território Terras de Sicó engloba a totalidade da área dos municípios de Alvaiázere, Ansião e Pombal, no distrito de Leiria, e Condeixa-a-Nova, Penela e Soure, no distrito de Coimbra, em torno do maciço da Serra de Sicó, com uma área aproximada de 1.500 quilómetros quadrados, segundo o sítio na Internet da associação.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.