Líder de grupo de contrafação de notas condenado a oito anos de prisão

Posted by

FOTO ARQUIVO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Tribunal de Coimbra O líder de um grupo de contrafação de notas de 50 e 10 euros foi ontem condenado pelo Tribunal de Coimbra a oito anos de prisão, pela prática do crime de contrafação de moeda.
O tribunal de júri deu como provados todos os factos presentes na acusação, considerando as declarações do arguido – que negou a acusação – como “manifestamente incoerentes e sem sentido”, afirmou o presidente do coletivo de juízes, durante a leitura da sentença.
O homem de 34 anos, natural de Arcos de Valdevez, era suspeito de liderar um grupo de quatro pessoas que se dedicava à produção de notas de euro, tendo produzido, pelo menos, 24.775 notas de 50 euros e 10 euros, entre 2017 e 2019, que foram distribuídas por vários países da Europa, através da sua venda na ‘darknet’
O Tribunal de Coimbra “não teve dúvidas da veracidade dos depoimentos das testemunhas”, especialmente de dois membros do grupo que foram julgados num processo à parte por não terem requerido tribunal de júri e que foram condenados a penas suspensas, mediante o pagamento de 125 mil euros.

(Ler texto completo na edição digital e impressa do Diário As Beiras)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.