Covid-19: Federação de triatlo reformula calendário estendido até 29 de novembro

Posted by

A Federação de Triatlo de Portugal (FTP) ajustou o seu calendário competitivo face às implicações da covid-19, prolongando-se de meados de julho até 29 de novembro, e depois de tudo testado em duas provas à porta fechada.

Retomada em 8 de junho a atividade, que esteve suspensa desde março, a FTP apostou nas instalações do Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho para, em 28 de junho e 12 de julho, “testar condições de treino e a participação dos triatletas, assim como a organização de um evento dentro num ambiente mais controlado”.

As competições, que superam a vintena, principiam na segunda quinzena de julho e prolongam-se até 29 de novembro com a última etapa da Taça de Portugal.

Para retomar a atividade em “total segurança”, a FTP elaborou um documento com recomendações que aguarda aprovação junto do IPDJ, antes de ser divulgado.

“A sua leitura é essencial para que todos possamos compreender as nossas responsabilidades e aplicá-las na prática no decorrer da atividade federativa e do calendário nacional”, sublinha a instituição.

Face à incerteza que persiste quanto à evolução da pandemia, o calendário apresentado carece de confirmação até 30 dias de antecedência, pelo que a federação sugere que “antes disso não sejam assumidas despesas de deslocação, alojamento ou inscrição”.

Até se regressar ao estado de normalidade, os eventos nacionais serão exclusivamente para atletas federados, não sendo permitidas inscrições nos dias das provas.

Certo é que não haverá campeonato nacional Jovem em 2020, substituído por dois encontros nacionais, enquanto os circuitos regionais vão ser dinamizados a partir de julho.

O calendário competitivo deste ano vai incluir dois triatlos standard, sprint e por equipas, bem como um super-sprint com apuramentos e finais, um triatlo cross e um de média distancia.

No duatlo, haverá três na categoria sprint, outro por equipas e também um de contrarrelógio individual, além de um de média distância e três na categoria cross.

Da programação consta também um aquatlo sprint, cinco swimrun e três eventos jovem.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 433 mil mortos e infetou mais de 7,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.520 pessoas das 37.036 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.