Videoconferência rejeitada para as reuniões do executivo da Câmara de Coimbra

Posted by

A alteração ao regimento das reuniões do executivo, que visa a possibilidade de videoconferência, foi ontem rejeitada. A proposta tinha sido apresentada, em conjunto, pelos vereadores do PSD e do movimento Somos Coimbra – os únicos que acabaram por votar a favor.

O objetivo era alterar o art. 3.o do regimento, de modo a que as reuniões do executivo passem a ser feitas por videoconferência ou outro meio digital. Em paralelo, propunha-se também a transmissão online da reunião.

Nos termos da proposta, esta alteração teria caráter provisório – até dia 30 de junho de 2020. Ora, este acabou por ser um argumento utilizado pela maioria para votar contra. Também o facto de terem regressado às reuniões presenciais os dois vereadores do Somos Coimbra e um do PSD (Madalena Abreu continua a não comparecer, sendo substituída por António Padez) foi esgrimido como razão para inviabilizar a proposta.

18 pessoas na sala é ilegalidade – SC

No período de antes da ordem do dia, o líder do movimento Somos Coimbra acrescentou, ontem, um novo argumento contra as reuniões presenciais. Seguindo José Manuel Silva, a Câmara e o Governo proíbem ajuntamentos com mais de 10 pessoas, excepto em funerais. “Ora, na reunião do dia 11 de maio estavam nesta sala 18 pessoas. Estamos ilegais, portanto, exceto se a coligação PS-PCP considerar cada uma destas reuniões como uma espécie de longo velório pela morte do desenvolvimento de Coimbra”, afirmou.

Para além disso, nos termos das normas legais de exceção, em vigor, a lotação máxima dos espaços fechados é de 5 pessoas/100 m2. Ou seja, para as 18 pessoas “reunidas durante várias horas, algumas das quais ostensivamente sem máscara, esta sala deveria ter 360 m2”.

A argumentação de José Manuel Silva, ontem, não convenceu. Mas, segundo o líder do Somos Coimbra, o mesmo não sucedeu com a proposta, apresentada a 12 de maio, para que a Câmara distribuísse máscaras sociais aos munícipes do concelho.

Notícia completa na edição impressa de hoje

4 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.