Espaços culturais públicos da Figueira da Foz reabrem a partir de segunda-feira

Posted by

Arquivo

Os equipamentos culturais públicos da Figueira da Foz, que incluem o Museu Municipal, núcleos museológicos do Sal e do Mar ou o Centro de Artes e Espetáculos (CAE), reabrem entre segunda e quarta-feira, anunciou hoje a autarquia.

Em nota de imprensa, o município do litoral do distrito de Coimbra informa que o Museu Municipal Santos Rocha irá abrir ao público segunda-feira – num dia em que habitualmente está encerrado – “excecionalmente e de forma gratuita”, assinalando a comemoração do Dia Internacional dos Museus, que se celebra a 18 de maio.

As normas de segurança obrigatórias para visitar o Museu, aplicadas face à pandemia de covid-19, passam pelo uso de máscara “colocada antes de entrar” e desinfeção das mãos à entrada, bem como a manutenção de “uma distância de segurança de dois metros entre as pessoas”.

Recomendado mas não obrigatório é o uso de luvas “durante toda a visita” e “não tocar nas superfícies” do espaço museológico. É ainda recomendada a marcação antecipada da visita “indicando o número de visitantes, até ao limite máximo de 10 pessoas”.

A autarquia diz ainda que no Museu Municipal da Figueira da Foz, tanto as casas de banho como o elevador só poderão ser utilizados “a pedido”, a loja está encerrada e não há serviço de bengaleiro.

Ao lado do edifício do Museu, o CAE também reabre segunda-feira, com acesso exclusivo pela porta sul (rua Abade Pedro) e um conjunto de regras a observar, consoante os espaços a que os visitantes pretendam aceder, mas em todos é obrigatória a utilização de máscaras e higienização das mãos.

Assim, as quatro salas de exposição terão um limite máximo de pessoas por sala, de dois ou quatro visitantes.

Nos espaços comerciais daquele equipamento cultural, para além das normas de higiene, só poderão estar dois clientes de cada vez. Já no serviço de bilheteira, embora seja aconselhada a reserva por telefone ou meios digitais, a permanência ao balcão de atendimento permite a presença de quatro pessoas, o mesmo número limite máximo para utilização das instalações sanitárias.

Os elevadores para acesso de espaços abertos ao público no primeiro piso estarão a funcionar mas apenas para situações de mobilidade reduzida e com limite máximo de duas pessoas.

Já a permanência nos espaços do Jardim Interior, auditórios e parque de estacionamento coberto “está interditada até 31 de maio, inclusive, ou salvo indicação contrária”, sustenta a nota de imprensa.

Núcleo Museológico do Mar e Posto de Turismo de Buarcos também reabrem ao público

Ainda na segunda-feira reabrem ao público o Núcleo Museológico do Mar (com um limite máximo de cinco visitantes em simultâneo) e o Posto de Turismo de Buarcos, ambos localizados naquela vila piscatória.

A Câmara Municipal avisa ainda que a venda nos espaços culturais municipais “de quaisquer livros editados pelo município e outro material promocional, estará interdita por tempo indeterminado e o posto de turismo disporá única e exclusivamente de mapas da cidade para entrega gratuita”.

Por outro lado, a reabertura da Casa do Paço, um dos mais antigos edifícios da cidade, está agendada para terça-feira e o Núcleo Museológico do Sal, localizado na margem sul do Mondego, reabrirá quarta-feira “estando as normas de acesso e permanência nestes espaços a ser ultimadas”.

“Todos os espaços culturais reservam-se ao direito de admissão a quem não cumprir com as normas de segurança”, avisa o município da Figueira da Foz.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.