Covid-19: Vila Nova de Poiares reforça dotações para apoios sociais e económicos

Posted by

DR

O município de Vila Nova de Poiares, no distrito de Coimbra, aprovou uma revisão orçamental que reforça em 1,25 milhões de euros as dotações para apoios sociais e económicos decorrentes dos efeitos da pandemia, foi hoje anunciado.

“Com esta revisão, será possível canalizar verbas que estavam afetas a outras rubricas e que não vão ter execução, como é o caso, por exemplo, da Poiartes, e do apoio às Festas de Nossa Senhora das Necessidades, e que serão integralmente encaminhadas para o reforço das rubricas de apoios sociais e económicos”, explica o presidente da Câmara, João Miguel Henriques, em comunicado enviado à agência Lusa.

O autarca justifica o reforço de verbas no setor social e económico “face à grande imprevisibilidade que o futuro e o período pós-pandemia podem trazer a nível social e sobretudo económico, com o impacto no setor empresarial”.

Mais de 500 mil euros para medidas de apoio social e económico

Segundo João Miguel Henriques, mais de 500 mil euros destinam-se a medidas de apoio social e económico à população e ao tecido empresarial, contemplando também a aquisição de equipamento de proteção individual e material de limpeza e desinfeção.

O montante engloba ainda os custos sociais da redução das tarifas de água e saneamento durante o período de confinamento, o apoio aos setores mais vulneráveis, como os mais idosos, e ainda as medidas de apoio ao comércio local na retoma e reabertura dos seus espaços e consultadoria para readaptação dos seus negócios.

“A nossa principal preocupação é a saúde e bem-estar das pessoas e não poupamos esforços, contando naturalmente com o trabalho excecional que está a ser desenvolvido por todos os parceiros da rede social local, procurando responder a todas as situações de vulnerabilidade que se vão identificando”, frisa o presidente da autarquia.

O autarca refere ainda que as pessoas que ficaram em situação mais vulnerável têm alguma vergonha em expor-se, apelando a que “todas as situações de necessidade sejam comunicadas aos serviços de ação social do município, diretamente ou por terceiros, de forma que não falte ajuda e apoio a quem dele mais precisa, especialmente nestes tempos difíceis”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.