Buscas para encontrar criança desaparecida prosseguem em Peniche

Posted by

DR- JF Atouguia da Baleia

As buscas pela criança desaparecida desde quinta-feira no concelho de Peniche continuaram durante a noite com um efetivo mais reduzido, encontrando-se já hoje equipas com cães no terreno, disse fonte da GNR.

A criança, de nove anos, está desaparecida desde a manhã de quinta-feira e é, desde então, procurada, sem que tenha até agora sido encontrada qualquer pista.

Fonte do Comando Territorial de Leiria da GNR disse à Lusa que as buscas decorreram durante a noite com um “efetivo mais reduzido devido à não existência de luz solar”, mas que hoje já se juntaram “meios cinotécnicos [cães] que estão a apoiar o dispositivo territorial”.

“Até ao momento não há nenhuma informação sobre o paradeiro da criança”, afirmou a mesma fonte. De acordo com a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, participam hoje nas buscas 92 operacionais, com 27 viaturas.

A Polícia Judiciária (PJ), que está a investigar o caso, já disse que em 2018 a criança tinha desaparecido de uma outra casa onde a família residia no concelho, tendo sido depois encontrada pelas forças policiais.

JF de Atouguia da Baleia organiza nova busca 

Novamente através do Facebook, a Junta de Freguesia de Atouguia da Baleia organizou nova busca para tentar encontrar Valentina. “A partir das 09H30, há nova busca. O encontro será novamente junto ao centro de comando, anexado ao cemitério de Atouguia da Baleia. Segundo informação, as zonas alvo de amanhã[hoje] serão as localidades de Ferrel e Serra D’El Rei. O encontro será sempre junto ao posto de comando para organização das equipas”, pode ler-se na página da Junta de Freguesia.

A mesma fonte enalteceu o número de pessoas que se juntaram para procurar a criança de nove anos. “É de louvar o empenho das mais de 100 pessoas que hoje[sábado] se juntaram nesta procura”.

Já esta manhã a entidade local deixou algumas sugestões para a busca.

“-aos senhores agricultores que procurem nas propriedades que cultivam, em poços que possuam nos seus terrenos em casas ou casebres, que vistoriem com rigor em tudo o que seja possível de vistoriar”.
“- a toda a população, que procurem em espaços das suas casas, quintais etc, tentando encontrar esta menina”.
“-Aos pastores de gado ovino ou caprino que verifiquem nos espaços em que pastoreiem os seus rebanhos”.
“- recomenda-se: toda a atenção, rigor, proteção e em caso de qualquer indício que se informe de imediato as autoridades”.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.