Opinião – Maus filhos e más pessoas; Lares indecentes e ilegais, o fim

Posted by

Depois da pandemia passar o mundo não será igual para todos. Vão-se acentuar as diferenças. E não é por agora estar toda a gente acagaçada e afirmarem-se coisas lindas, tipo, “vamos sair disto juntos” e outras que tais, que a grande maioria dos cidadãos vai viver bem com a crise que se avizinha.
É só esperar para ver!
Parece que hoje toda a gente tinha solução para tudo, sem se aperceber no ridículo em que estão a cair. De uma coisa estou certo; é que os maiores incompetentes se acham hoje, por efeito da desgraça que aconteceu nas suas zonas geográficas, os melhores do mundo e arredores. Coitados!
Alguém seria capaz de perspectivar o que está a acontecer nos lares de idosos? Ninguém, mesmo aqueles que se arrogam a estar mais perto do Criador.
Vi uma reportagem, já lá vão uns anos bons, sobre uma filha que fechou os olhos à Mãe no leito da morte. Dizia ela, talvez a televisão possa passar de novo essa reportagem, para todos se consciencializarem do mal que fizeram aos seus Pais, ainda lúcidos, quando os despachavam para os lares, porque eram um estorvo.
Todos sabemos que cada caso é um caso, mas a consciência deve estar a morder a alguns deles…para não dizer muitos!
E não vale a pena, agora, penitenciarem-se, porque já fizeram o mal e vão ter de viver com esse peso na consciência até à eternidade.
Quem nunca fez nenhum disparate que atire a primeira pedra. Só que há disparates que não se devem cometer. E muitos deles foram cometidos com a conivência de muitos que deveriam ter um mote de vida diferente.
Bom, mas isso já lá vai. Vão continuar a morrer mais idosos e a vida é mesmo assim. Não vale a pena chorar sobre leite derramado.
Mas vale a pena corrigir processos e procedimentos. E o Estado vai ter uma responsabilidade social acrescida, porque os imbecis de outrora podem ter deixado – naturalmente – imbecis para o futuro.
É que, embora não o merecendo, porque nenhum ser humano merece o sofrimento do abandono, até que não seria má ideia alguns provarem do próprio veneno.
Pelo menos, fica algo resolvido que preocupava muita gente. A proliferação de lares indecentes e lares ilegais vai desaparecer. Pelo menos muitos idosos poderão aspirar agora a estar num local onde sejam acarinhados, se de todo for impossível serem independentes.
Caminhamos para algo diferente? Se assim for, gostaria de ajudar a ser actor da mudança. Se tal não conseguir, delego noutros!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.