Covid-19: Portugal realizou 110 mil testes de diagnóstico desde 1 de março

Posted by

FOTO DR

Portugal realizou 110 mil testes de diagnóstico à covid-19 desde 01 de março, anunciou hoje o secretário de Estado da Saúde.

“Nesta fase decisiva coletiva na luta contra o vírus importa salientar que Portugal continua a aumentar o número de testes efetuados. Desde o dia 1 de março foram realizados 110 mil testes de diagnóstico”, disse António Sales na conferência de imprensa diária para atualização de informação sobre a pandemia de covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

O secretário de Estado frisou que a capacidade instalada para o diagnóstico é de 11 mil testes por dia, sendo sete mil no setor público e quatro mil no privado.

Segundo António Sales, do total de testes 54% foram realizadas nos laboratórios públicos e 46% nos privados.

“Importante ainda dizer que Portugal tem uma testagem de cerca de 10.500 amostras processadas por milhão de habitantes o que está em linha e, em alguns casos, acima de países como a Suécia e Dinamarca e não muito longe da Itália”, vincou.

O secretário de Estado assegurou também “alguma estabilidade nas compras” de material e na previsão de entrega de encomendas.

De acordo com o governante, durante esta semana chegam a Portugal 500 ventiladores e, na próxima, outros 500.

Das doações feitas por vários organismos, António Sales referiu que estão a ser entregues 144 ventiladores a hospitais de todo o país e de acordo com as necessidades.

 “Este equipamento [ventilador] é crucial numa altura que aumenta o número de doentes em unidade de cuidados intensivos”, sustentou.

O secretário de Estado disse ainda que, a partir de hoje, qualquer pessoa pode voluntariar-se para ajudar nos lares e instituições que trabalham com idosos.

Antes da conferência de imprensa foi divulgado o boletim epidemiológico da DGS, indicando que Portugal regista hoje 311 mortes associadas à covid-19, mais 16 do que no domingo, e 11.730 infetados (mais 452).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.