Assembleia Municipal de Arganil contra construção de mini-hídrica do Vale das Botas

DR

Com o intuito de “solicitar ao Governo o cancelamento da concessão do projeto de construção”, por proposta da deputada Maria José Silva (PSD), foi aprovada na Assembleia Municipal de Arganil, por maioria – apenas com um voto contra do deputado António João Lopes (CDU) – uma moção contra a construção da mini-hídrica do “Vale das Botas”, entre Coja e Secarias.

Numa sessão onde a maioria dos participantes interveio por videoconferência, coube a Ricardo Pereira Alves, presidente da Assembleia Municipal, apresentar a referida moção. Considerando “os graves prejuízos que irá acarretar”, tanto em termos ambientais como de desenvolvimento económico (turístico, gastronómico, etc.) desta região”, os membros da Assembleia Municipal pronunciaram-se contra.

Polémica desde 2012
Lembrando que este projeto “motivou, desde 2012, uma corrente desfavorável na opinião pública”, é referido neste documento que o contributo desta mini-hídrica para a reduzição da dependência energética do país face ao exterior “é manifestamente residual”, para além de que “a eletricidade produzida na barragem seria caríssima face aos valores praticados atualmente”.

Pode ler a notícia completa na edição digital e impressa do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.