Covid-19: Coimbra Business School suspende atividades letivas

Posted by

A Coimbra Business School decidiu hoje suspender as atividades letivas por tempo indeterminado para evitar a propagação do novo coronavírus.

“Fazemo-lo como medida cautelar, não só para proteger a sua comunidade académica, mas também para ajudar a sociedade portuguesa a conter e a controlar a expansão do vírus”, disse à agência Lusa o presidente da Coimbra Business School, Pedro Costa.

Numa nota depois distribuída, a instituição de ensino realça que “tem alunos de todas as regiões do país, nomeadamente daquelas onde se têm registado até agora os maiores focos da epidemia em Portugal”.

Integrada no Instituto Politécnico de Coimbra, a escola suspende “as suas aulas ‘sine die’”, segundo o comunicado.

Entretanto, pelas mesmas razões, a sétima feira de emprego CBS Business Week, que deveria começar hoje, foi adiada para nova data, ainda por marcar.

“É nosso dever comunicar que, lamentavelmente, este evento foi adiado sine die, ao mesmo tempo que são igualmente adiados todos os demais eventos científicos, culturais e desportivos da escola, na certeza de que, nesta hora, têm de prevalecer os valores mais relevantes da defesa da saúde pública e da vida humana”, afirmam numa nota conjunta a presidência da Coimbra Business School e a Associação de Estudantes do ISCAC (AEISCAC).

Organizada pela AEISCAC e dedicada ao tema “Sustentabilidade – economia circular”, a iniciativa decorreria até quarta-feira, com 600 propostas de estágio e primeiro emprego apresentadas de 70 empresas de diferentes áreas.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro de 2019, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos.

Cerca de 114 mil pessoas foram infetadas, em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 463 mortos e mais de 9.100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.

A quarentena imposta pelo governo italiano ao norte do país foi alargada a toda a Itália.

O Governo português decidiu suspender todos os voos com destino ou origem nas zonas mais afetadas em Itália, recomendando também a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas.

A China registou na segunda-feira mais uma queda no número de novos casos de infeção, 19, face a 40 no dia anterior, somando agora um total de 80.754 infetados e 3.136 mortos, na China Continental.

Portugal regista 39 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 339 casos suspeitos desde o início da epidemia, 67 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.

Face ao aumento de casos, o Governo ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte.

Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do país, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas.

Os residentes nos concelhos de Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto, foram aconselhados a evitar deslocações desnecessárias.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.