Covid-19: Câmara de Arganil entrega aos idosos bens de primeira necessidade

Posted by

FOTO DR

A Câmara de Arganil anunciou hoje a criação de uma equipa que vai realizar a entrega ao domicílio de bens de primeira necessidade a idosos e pessoas em situação de isolamento e quarentena.

Segundo esta autarquia do distrito de Coimbra, trata-se de “uma equipa de intervenção para assegurar a entrega ao domicílio de medicamentos, alimentos e outros produtos de primeira necessidade a idosos e pessoas em situação de isolamento e quarentena sem resposta social”.

Designado “Fique em casa! Nós fazemos chegar!”, o novo serviço de apoio social funcionará “em estreita articulação com todas as juntas e uniões de freguesia do concelho”, instituições particulares de solidariedade social, misericórdias e com o Contrato Local de Desenvolvimento Social 4G (CLDS – 4G).

Coordenada pelo Serviço de Ação Social do município presidido por Luís Paulo Costa, a medida destina-se a “manter a população mais vulnerável recolhida em casa, evitando assim expor-se a situações potenciadoras de contágio”.

“Após avaliação das necessidades junto das pessoas, a equipa (…) assegura as necessidades básicas ao nível de medicamentos, bens alimentares e de primeira necessidade”, refere a Câmara Municipal em comunicado.

As pessoas que necessitem deste apoio devem contactar o Serviço de Ação Social do município de Arganil, podendo ainda solicitar este apoio à junta de freguesias da sua área de residência.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje para 1.020 o número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, mais 235 do que na quinta-feira.

O número de mortos no país subiu para seis.

Dos casos confirmados, 894 estão a recuperar em casa e 126 estão internados, 26 dos quais em unidades de cuidados intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinalava 7.732 casos suspeitos até quinta-feira, dos quais 850 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, cinco recuperaram.

De acordo com o boletim, há 9.008 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Atualmente, há 24 cadeias de transmissão ativas em Portugal.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.