“Vala de Buarcos passa teste extremo”

Posted by

DR

As chuvadas que inundaram as zonas ribeirinhas de Montemor-o-Velho coincidiram com forte agitação marítima e maré cheia. A “tempestade perfeita” não fez estragos relevantes na cidade-praia, mas inundou o areal de Buarcos, na zona onde se encontra uma vala soterrada. O refluxo fez saltar a tampa, mas, segundo o diretor geral da Águas da Figueira, João Damasceno, afirmou ao DIÁRIO AS BEIRAS, o sistema “funcionou de forma bastante satisfatória”.

“Houve necessidade de a câmara abrir uma vala de escoamento para a praia. Não tivemos inundações naquela zona, como acontecia antigamente. Foi o primeiro teste extremo da vala de Buarcos, que foi superado. Até ficámos surpreendidos, pela positiva”, acrescentou o gestor. Não obstante, adiantou, depois do caudal da infraestrutura ficar regularizado, será feita uma inspeção.

“Choveu muito em pouco tempo e a maré estava alta. O sistema não foi destruído”, garantiu, por seu lado, o presidente da câmara, Carlos Monteiro. O autarca acrescentou, também, que será realizada uma inspeção minuciosa à vala, não obstante a “manutenção regular”, feita pela Águas da Figueira.

Pode ler a notícia completa na edição em papel desta segunda-feira, 6 de janeiro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.