Primeira suspeita de coronavírus em Portugal

Posted by

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou, este sábado, o primeiro caso de suspeita do coronavírus em Portugal.

Trata-se de um doente que está sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa.

A informação da a DGS refere que o “doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan (província de Hubei) nos últimos dias, já se encontra sob observação no Hospital de Curry Cabral em Lisboa, hospital de referência para estas situações”.

5 Comments

  1. candida batista says:

    Temos , que não nos destraçarmos , devemos confiar em Nossa Senhora , e depois os nossos cientistas de médicos . Mas, talvez seja bom não haver contacto , com chineses , aqueles que vieram da China ultimamente Mas temos que nos entregar aos dons da Divina Providência , e depois termos consciência , que os médicos foram e são, os elementos da Ciência Divina , pois foi isso que Deus lhes transmitiu o dom da ciência Humana . A eles é que nos vamos entregar Filhos, netos e toda Família

  2. Sendo da área da saúde tenho de deixar um reparo ao título. Assume que já está confirmado o caso quando de pois é que refere ser ainda susteiro o diagnóstico.. Pede-se rigor e menos alarido perante situações tão graves como esta. O título deveria dizer suspeita de primeiro caso é não confirmado primeiro caso. Agradeço a atenxao

    • Xim. Tende toda a raxão, Xinhora. Num há nem um caxinho desse gabiru coroado detectado por lá e por ora. Mas com tanta xente no metro que laiá, a toxir e a exguixar expirros para xima da xente nunca xe xabe quando a xente leba com a coroa nos cornos e leba o destino que até dexmerexe… E num é só xinêxes, Xinhora. É portuguêxes, inglexes, franxexes, neerlandexes, e todo o povo e maixe algum dexte mundo. Lixboa é uma xidade coxmopolita alto lá c'um ela! E cheia de toda a expéxie de birulênxias! Num há que ter xuxto, Xinhora. É enfrentar o dextino que nos extá rexerbado e xem medos!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.