Opinião – As SAD, um cozinhado à portuguesa

Posted by

“Vender a SAD do Sporting a um investidor seria uma boa solução”, disse Roquete. Foi o que bastou para se levantar um clamor de indignação entre os sportinguistas. Roquete, no entanto, limitou-se a dizer o óbvio. Mas, como disse Clarice Lispector, “o óbvio é a verdade mais difícil de enxergar”. E, então em Portugal, o povo cega tanto com as mentiras que todos os dias lhe impingem que é totalmente incapaz de ver um palmo à frente do nariz, quanto mais o óbvio.
Quando Bruno de Carvalho e Luís Filipe Vieira defendem que a maioria do capital da SAD deve estar nas mãos do clube, é importante perceber qual o significado de clube para Bruno de Carvalho e Filipe Vieira.Ora, como qualquer pessoa que os ouvia e ouve falar já percebeu, o clube, para qualquer deles, confunde-se com eles próprios. Ou seja, eles não querem que o clube mande na SAD, porque os sócios efectivamente não mandam nada, quanto muito são manipulados. Eles querem é mandar na SAD para poderem enriquecer como enriqueceram os administradores dos bancos portugueses. E o esquema é semelhante.
Aliás, os sócios dos clubes nem direito têm a participar nas Assembleias da SAD e a ser informados sobre o que lá se passa. As SAD, em Portugal, visam precisamente excluir os sócios de toda a informação revelante, tornando opaco o processo de decisão, para permitir que gente muito pouco recomendável e vendedores de banha da cobra possam fazer os negócios que lhes apetecer e como muito bem lhes apetecer. Sempre no superior interesse do clube, bem entendido. Aliás, em Portugal, todos os grandes assaltos a bancos e as maiores aberrações sempre foram feitos em nome do superior interesse público, das crianças ou de Portugal.
Ora, das duas uma: se querem que sejam os sócios a mandar nos clubes, acabem com as SAD (o Barça e o Real Madrid não têm SAD); se querem que seja a SAD a mandar, deve mandar quem tiver dinheiro para a comprar, como sucede em Inglaterra.
Agora, este modelo de SAD portuguesa, à semelhança de todas as organizações construídas com base na nossa legislação, só serve para atrair e enriquecer gente sem escrúpulos. É uma vergonha!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.