Opinião: A UC e o futuro. Exemplos paradigmáticos de actuação

Posted by

1. Abertura para o Mundo. Uma vocação que vem de longe
Como dissemos na Crónica anterior, a nova equipe reitoral da UC durante o seu primeiro ano de mandato, que agora findou, apresentou um conjunto de projectos orientados para a construção de uma UC moderna virada para o futuro que agora gostaria de referir.
Primeiramente, mais do que um projecto, um eixo de orientação estratégica, tem sido a Internacionalização, traduzida no alargamento e aprofundamento das relações internacionais existentes.
As relações da UC com o Mundo, ao longo de séculos, têm constituído pedras basilares no seu brilhante percurso. Se quisemos referir apenas algumas do passado recente não podemos esquecer a criação do “Grupo de Coimbra na Europa”, nos anos 80-90 (Jorge Veiga) e mais recentemente o “Grupo de Coimbra no Brasil” (F. Seabra Santos/ Cristina Robalo Cordeiro).
Desta vez cabe ao Vr João Nuno Calvão da Silva (e sua equipe) este importante desafio. Desse modo temos assistido, com satisfação, ao estabelecimento de ligações fortes e sustentadas com a China, esse poderoso Império em crescimento. Ao reforço das ligações com o Brasil e com alguns países da Lusofonia.
A marca de enorme prestígio que a UC criou no Mundo, faz dela a mais internacional das Universidades portuguesas. O trabalho que está a ser feito vai nesse sentido. Parabéns!

2.“UC for all”. Aos estudantes com necessidades especiais
Mais recentemente assistimos, com agrado, às apresentações públicas de dois projectos de enorme interesse e que vão no mesmo sentido.
O primeiro “UC for all” liderado pela vr Cristina Albuquerque (e sua equipe), conta desde o principio com o apoio da AAC. Mostra-nos uma Universidade inclusiva, ao ter como foco os estudantes com necessidades especiais de aprendizagem (visão, audição, voz, movimentação e outras deficiências neuromotoras graves).
A UC aborda este tema, desde há 20 anos, mas desta vez com o apoio da Altice é muito mais ambiciosa! Integra todas as acções que já desenvolvia mas acrescenta muitas outras e alarga de forma notável a oferta a nível de serviços prestados (acessibilidades físicas mais completas, utilização de novas tecnologias digitais de ultima geração, acompanhamento pedagógico especializado, apoio à empregabilidade).

3. “UC Business”. Aproximação às Empresas
Finalmente o projecto “UC Business”, tem como objectivo a aplicação eficiente do valioso conhecimento que se faz na UC (nomeadamente a nível de investigação aplicada) ao tecido empresarial: desde grandes a pequenas e medias empresas existentes, desde start-ups a spin-offs de novas empresas.
À partida as áreas de natural vocação são: Saúde, Recursos naturais, Energia, Património e Cultura, Digital nas Industrias e Serviços. Actuando em vertentes tão diversas, como; promoção de contactos empresariais, instalação de empresas na Região com recrutamento de licenciados da UC, estímulo ao empreendedorismo.
Interessante e digna de realce pelo seu significado, a interligação com a AAC (Académica start-up) na criação de grupos de estudantes que serão interessados embaixadores na ligação com o tecido empresarial.

4. Exemplos paradigmáticos de um novo estilo de actuação
Apesar de estes projectos não partirem do “nada”, a UC pretende dar-lhes um impulso diferente e distinto fazendo deles exemplos paradigmáticos de um novo estilo de actuação.
Os três aqui apresentados constituem apenas alguns dos resultados visíveis de uma acção mais vasta que está em curso: O Plano estratégico 2019-2023 e que inclui muitos outros.
Pela sua oportunidade, nestes tempos de mudança, as nossas próximas Crónicas vão-se debruçar sobre esta importante questão.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.