Hospitais de Coimbra melhoram método de análise de sangue

Posted by

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) está a desenvolver um projeto de melhoria da qualidade assistencial no serviço de urgência, que visa a deteção de hemólise (destruição de glóbulos vermelhos) no sangue.

“As pessoas não têm muita ideia, mas uma em cada 10 amostras que se colhem, por exemplo, vão resultar numa amostra que não será útil e obriga a nova colheita, aumentando o tempo de espera do doente para tratamento”, explicou Alexandre Lourenço, administrador hospitalar e assessor do conselho de administração.

O objetivo do projeto é criar uma forma de detetar imediatamente na colheita se o sangue está em condições para realizar a análise, o que, nos casos em que se verifique a hemólise, resulta num ganho de “pelo menos uma hora na urgência hospitalar”.

Segundo Alexandre Lourenço, a hemólise acontece, em média, uma vez em cada 10 doentes que se encontram no serviço de urgência, obrigando atualmente à repetição da colheita de sangue para análise.

O administrador adiantou ainda que o CHUC está a desenvolver um projeto de formação de executivos na área da inovação e da gestão com a IE Business School, que “é uma das maiores escolas de gestão a nível mundial”.

O maior hospital do país está também a preparar outras candidaturas em parceria com o Instituto Pedro Nunes, para promover a ligação entre hospitais e ‘startups’, que “é também uma área bastante importante”.

 

Toda a informação na edição impressa de segunda-feira, 20 de janeiro, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.