Empresa de congelados de Penela prevê faturar mais de 50 milhões de euros em 2020

Posted by

FOTO DR

A empresa de produtos alimentares congelados Frijobel, sediada em Penela, no distrito de Coimbra, prevê aumentar a sua faturação em 2020 em mais de 10% relativamente ao ano passado, disse à agência Lusa o diretor executivo da firma, Paulo Júlio.

Em 2019, o volume de negócios da empresa também cresceu acima dos 10%, ficando muito próximo dos 50 milhões de euros, valor que no final do ano deverá ser aumentado em cerca de cinco milhões de euros.

“O objetivo para 2020 é reforçar o crescimento do volume de negócios e a parte da exportação”, salientou Paulo Júlio, que perspetiva novamente um crescimento na ordem dos 10%.

O gestor frisou que a meta “é ter um crescimento superior ao de 2019”, pelo que a empresa está a estruturar-se na área da gestão comercial para enfrentar “um ano ambicioso no crescimento do volume de negócios”.

O mercado nacional representa atualmente 87% da faturação da Frijobel, que pretende aumentar a percentagem do volume das exportações.

“A intenção é aumentar as exportações, que têm crescido anualmente, para nos aproximarmos dos 10 milhões de euros de exportação, nos próximos dois ou três anos”, sublinhou.

Neste momento, refere Paulo Júlio, a empresa está “um bocadinho” acima dos de 6,5 milhões de euros faturados na exportação.

Os principais mercados de exportação são França e Suíça, embora depois a empresa opere em mais de cerca 20 mercados diferentes, desde Estados Unidos, Canadá ou Luxemburgo, Alemanha, Inglaterra, Bélgica e Itália.

Fora da Europa, a Frijobel exporta para Macau, Hong Kong, Austrália e para “praticamente” todos os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Segundo Paulo Júlio, em 2019 a empresa teve de continuar a estruturação da equipa em vários setores, sobretudo na área das vendas e distribuição, nomeadamente na equipa que faz o mercado da área metropolitana de Lisboa, criada em junho de 2018, “que é um dos principais contribuintes do crescimento durante o ano de 2019”.

“Foi também um ano em que continuámos a investir, tanto na linha de produção, com uma nova linha de embalamento em vácuo, o que também nos permite entrar num segmento de mercado mais sofisticado, como na construção de um novo frigorífico, que vai permitir uma capacidade logística de armazenamento de 14 mil paletes em frio negativo”, realçou.

A empresa procedeu também à construção de um parque fotovoltaico, que, juntamente com a modernização da linha de produção, atingiu um investimento de cerca de dois milhões de euros.

As obras do novo frigorífico, nas antigas instalações, que deverão estar concluídas até ao final do ano, ainda não têm custo total apurado.

Fundada em 1988, a Frijobel é uma empresa que se dedica ao processamento de pescado e à comercialização de produtos alimentares congelados, desde o peixe, marisco, pré-cozinhados, legumes e sobremesas, empregando atualmente 205 trabalhadores.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.