Coleção BPN ficará instalada nas antigas instalações do Millenium BCP da rua Ferreira Borges

Posted by

 

O novo polo de arte contemporânea portuguesa de Coimbra vai ficar na rua Ferreira Borges.

A localização foi ontem revelada pelo presidente da câmara, Manuel Machado, durante a reunião quinzenal do executivo e pouco tempo depois do anúncio por parte do Governo de que a cidade de Coimbra iria receber a Coleção BPN.

Um espólio que vai custar cinco milhões de euros aos contribuintes portugueses e que é composta por perto de 200 obras de arte reunidas pelo ex-Banco Português de Negócios (BPN).

No acervo do ex-BPN – de onde saiu a polémica Coleção Miró, que estava para ser vendida no estrangeiro, mas acabou por ficar em Portugal – estão obras de artistas consagrados como Paula Rego, Amadeo de Souza-Cardoso, Mário Cesariny, Rui Chafes, Eduardo Batarda e António Dacosta.

João Pedro Vale, Pedro Calapez, Carlos Calvet, Vasco Araújo, Joaquim Rodrigo, Ana Vidigal, Eduardo Nery, João Penalva, Fernando Calhau, João Vieira, Nadir Afonso, Eduardo Batarda, António Sena, José Pedro Croft, Nikias Skapinakis, João Penalva, Pedro Casqueiro, Jorge Martins e Carlos Calvet também estão representados neste acervo.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.