Coimbra: “É preciso formar os cientistas para a comunicação”

FOTO DB/PEDRO RAMOS

Linguagem correta mas simples. Para a astrobióloga Zita Martins, este é o segredo para a comunicação eficaz da produção científica.
Ontem, a cientista reservou a sua tarde para se deslocar ao Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), onde foi uma das protagonistas do Colóquio “Comunicar Ciência”.
O título sintetiza na perfeição o debate que envolveu dezenas de pessoas no auditório da escola e que deu espaço a uma questão que divide a academia: “A ciência produzida é bem divulgada junto da comunidade?”. Aparentemente… não. Foi essa, pelo menos, a posição dominante entre os intervenientes. Contudo, todos concordam que, hoje, as instituições já olham para esta questão e têm canalizado recursos e esforços para que o paradigma se “desmonte”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.