Académica: Eficácia central

Posted by

Liga Portugal

Acabar 2019 em grande estilo (três triunfos consecutivos) e iniciar 2020 a demonstrar força e coesão, com nova vitória, 1-3, desta feita no reduto do FC Porto B, o Estádio Dr. Jorge Sampaio, em Pedroso, Vila Nova de Gaia.

A Académica vive o melhor momento da temporada e na 15.ª jornada da 2.ª Liga, disputada ontem à tarde, voltou a começar um ano civil a ganhar fora de portas, algo que já não acontecia, em jogos para o campeonato, há quase 31 anos, mais precisamente desde a temporada 1988/1989 (a 8 de janeiro de 1989, a Briosa bateu fora de portas o Mangualde, 0-2).

João Carlos Pereira promoveu duas alterações no onze inicial da Briosa, com Cerqueira (lateral-esquerdo) e Mike (lateral-direito), que cumpriram castigo no triunfo da ronda anterior frente à Oliveirense (4-3), a regressarem à titularidade.
Foram os jovens dragões a ter as primeiras oportunidades. Djim, logo aos 4’, obrigou Mika a defesa apertada e, aos 7’, voltou a tentar, com um remate de longe, mas a bola acabou por sair ao lado da baliza.

Luís Mata comete penálti aos 18 minutos e é expulso
Um dos momentos “chave” do encontro surgiu à passagem do minuto 18’. Cerqueira cruzou para a área e, na zona do segundo poste, Barnes Osei foi, no entender do árbitro Miguel Nogueira, impedido de chegar ao esférico por Luís Mata. O capitão portista acabaria expulso e, no minuto seguinte, 19’, Zé Castro abria o ativo, 0-1, marcando a grande penalidade de forma irrepreensível (bola para um lado e guarda-redes para o outro).

Pode ler a crónica completa, feita a partir da transmissão televisiva do Porto Canal, na edição em papel desta segunda-feira, 6 de janeiro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.