Opinião – Os dois velhos sábios da Praia Lusitana