Jogadores da Académica não recebem há três meses e os funcionários estão pior

FOTO WWW.ACADEMICA-OAF.PT

Longe dos lugares de subida que todos ambicionavam, há problemas maiores que os desportivos para resolver na Académica.
A duas semanas do Natal, os funcionários do clube, apurou o DIÁRIO AS BEIRAS, não só têm os ordenados de setembro, outubro e novembro em atraso, como ainda têm por liquidar vários.
Soube o DIÁRIO AS BEIRAS que houve, inclusivamente, funcionários a pedirem dinheiro emprestado para fazer face a despesas de dia-a-dia que não conseguiam suportar.
No caso dos jogadores da equipa profissional, o DIÁRIO AS BEIRAS apurou que, já no mês passado tinha havido uma promessa de pagamento, ainda antes da AG que tinha o intuito de alteração dos estatutos para permitir a criação de uma SAD minoritária na Académica.
Mas a verdade é que, com o recuo da direção no capítulo da SAD, não houve ainda uma solução para fazer face aos compromissos com os jogadores, que, com três ordenados em atraso, podem rescindir os vínculos contratuais com o clube.
Mas, confiando na promessa da direção, o plantel tem dado mostras de união para dar a volta à situação desportiva.
Mostra disso mesmo, no dia em que se ultrapassava o prazo para pagamento de mais um ordenado, a equipa deu uma grande réplica dentro de campo, vencendo o Casa Pia por 3-1.

Notícia completa na edição impressa de hoje

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.