Investigadores da UC desenvolvem tecnologia para combater contrafação de tabaco

Posted by

Uma tecnologia de alta segurança desenvolvida pela Universidade de Coimbra está a ser usada na nova versão dos selos colocados nos maços de cigarros para evitar o contrabando e evasão fiscal, foi hoje anunciado.

Investigadores do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), liderados por Nuno Gonçalves, desenvolveram e patentearam um sistema tecnológico de codificação e descodificação de informação, composto por diferentes elementos de segurança com vários níveis de complexidade, que é apresentado como sendo impossível de falsificar.

“Podem ter passado despercebidos, mas já estão em circulação novos selos fiscais para o tabaco produzidos pela Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM)”, refere uma nota da Universidade de Coimbra, divulgada hoje.

Parte da tecnologia de alta segurança que suporta esta nova versão dos selos colocados nos maços de cigarros, para evitar o contrabando e evasão fiscal, tem a assinatura da Universidade de Coimbra, em parceria com a Imprensa Nacional Casa da Moeda.

“Uma das grandes vantagens do ‘UniQode’, assim se chama o sistema que também já está a ser utilizado no Documento Único Automóvel (DUA), é permitir a leitura e validação da autenticidade da marca em segundos, a partir de um dispositivo móvel (smartphone)”, refere a UC.

A equipa de investigadores de Coimbra desenvolveu uma aplicação móvel que permite a leitura de elementos holográficos, em versões para os sistemas operativos Android e iOS.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.