Caudal do Mondego no Açude-Ponte ultrapassou limites de segurança e situação é “muito crítica”

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) informou a Proteção Civil Municipal de que o caudal do Rio Mondego no Açude-Ponte ultrapassou os limites de segurança de 2000 m3/s pelas 09H30. A tendência, garante a entidade, é de subida durante as próximas horas, sendo a situação muito crítica.

Segundo comunicado do Município, “perante o quadro meteorológico de alerta especial nível Vermelho; que a Barragem da Aguieira tem a albufeira a 94%; que a barragem de Fronhas está no nível máximo de cheia; e a intensidade elevada e ausência de monitorização do Rio Ceira; é expectável uma situação crítica de cheia, pelo que se recomenda a população a estar em estado de permanente alerta e a respeitar todas as indicações das autoridades que estão no terreno e sinalização”.

“Por força do estado de emergência das situações descritas que se podem verificar nas próximas horas no concelho de Coimbra, e estando ativado o Plano de Emergência, foi ordenada esta manhã a evacuação do Centro de Estágio Habitacional (Parque de Nómadas), situado no Bolão, junto à academia da Académica. Foi também ordenada a evacuação do Canil municipal, que se situa no Choupal, e foi deslocada a maquinaria do horto e do estaleiro municipais, tendo sido deslocalizados para o estacionamento contiguo à Casa Municipal da Proteção Civil.

Informa-se ainda que a comissão de Proteção Civil Municipal está em permanência em reunião e os meios estão todos mobilizados no terreno para fazer face às ocorrências que se possam registar e garantindo a segurança da população”, refere a autarquia, em nota.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.