Académica: Liga “ameaça” com perda de pontos devido aos salários em atraso

Posted by

Arquivo-Pedro Ramos – Direção liderada por Pedro Roxo (na foto) tem menos de 15 dias para fazer a demonstração do cumprimento salarial à Liga Portugal

A Liga Portugal divulgou, na noite da passada terça-feira, todos os clubes cumpridores e incumpridores, na 1.ª e 2.ª Ligas, relativamente às obrigações salariais dos meses de setembro, outubro e novembro.

Entre as 34 sociedades desportivas que participam nas duas provas profissionais, apenas cinco formações não enviaram à Liga Portugal a documentação exigida relativamente à regularização dos salários, documento que deveria ter sido entregue até ao passado dia 15 de dezembro.

A Académica é uma das quatro formações da 2.ª Liga que não enviou a demonstração da inexistência de dívidas salariais, um pressuposto requerido pela Liga Portugal. Falamos de uma “declaração do clube que o ateste [regularalização salarial], subscrita pelos legais representantes e certificada por ROC ou SROC, contendo uma relação discriminada dos jogadores e treinadores a que respeita, identificados por nome e número de licença”, pode ler-se no ponto n.º2 do artigo n.º 78 – A do Regulamento de Competições 2019/2020 da Liga Portugal.

Perda de pontos
Tal como o DIÁRIO AS BEIRAS avançou na semana passada, a Académica tem ainda por regularizar três meses de salários (setembro, outubro e novembro) com os jogadores e funcionários. Caso a situação não seja regularizada num prazo de 15 dias, a Liga Portugal ameaça com a perda de pontos no campeonato.

Pode ler a notícia completa na edição em papel desta quinta-feira, 19 de dezembro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.