Académica bate Oliveirense e termina o ano a sorrir

Posted by

www.academica-oaf.pt

A Académica alcançou hoje a terceira vitória consecutiva (a quinta em 14 jornadas da 2.ª Liga), após derrotar, no Estádio Cidade de Coimbra, a Oliveirense por 4-3.

Num jogo recheado de golos, foi a turma de Oliveira de Azeméis a marcar primeiro. Fabinho, aos 9′, na conversão de uma grande penalidade abriu o ativo em Coimbra. A resposta da Briosa foi quase imediata e Traquina, à passagem do 13.º minuto restabeleceu, através de um cabeceamento na zona do segundo poste, a igualdade, 1-1. Silvério, aos 31′, após um pontapé de canto batido por Marcos Paulo, e depois de um primeiro desvio de Ricardo Dias, fez o 2-1. Antes do intervalo, nota para expulsão, com vermelho direto, do “central” Michael Douglas, aos 37′, depois de uma entrada dura sobre Ricardo Dias.

Quatro golos na 2.ª parte

A 2.ª parte trouxe ainda mais emoção e golos. Aos 53′, Derik, num belo golpe de cabeça após cruzamento de Sérgio Conceição fez o 3-1, mas três minutos depois, 56′, Malele voltou a reduzir para a diferença mínima, 3-2, num lance que começa num lançamento lateral longo de Leandro. O jogo estava frenético e as duas equipas procuravam chegar à baliza contrária. Na sequência de um pontapé de canto batido por Leandro Silva, lançado no 2.º tempo para o lugar de Marcos Paulo, Francisco Moura, de pé esquerdo, fez o 4-2, num lance em que Zé Castro ainda desvia ligeiramente de cabeça ao primeiro poste, antes do esférico sobrar para o lateral-esquerdo que, já dentro da pequena área, se estreou a marcar na 2.ª Liga.

O resultado final seria fixado por Agdon. O avançado brasileiro assinou o golo do jogo, aos 71′. Após receber o esférico do lado esquerdo, o camisola 9 da equipa de Pedro Miguel fletiu para o meio e, ainda a cerca de 30 metros da baliza de Mika, “disparou” de pé direito para o 4-3. Até ao final , Chaby ainda ficou perto do 5-3, mas Sérgio Silva cortou o esférico em cima da linha.

João Carlos Pereira conduz a Briosa ao terceiro triunfo consecutivo e, em quatro jogos, somou tantos pontos, nove, como César Peixoto, em dez jornadas. A Académica, quando faltam disputar quatro encontros da 14.ª jornada, sobe ao 9.º lugar da classificação, com 18 pontos somados.

Pode ler a crónica do jogo, bem como as declarações dos dois técnicos, na edição em papel da próxima segunda-feira, 30 de dezembro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.