“Todos na Rede” deu a conhecer a Rede Natura 2000 aos mais novos

DB-Carlos Jorge Monteiro

As ideias chegaram de todo o país e ganharam as mais variadas formas. Entre elas, está a criação de um borboletário no Jardim de Infância de Alvares, em Góis, ou de um morcegário no Jardim de Infância do Carqueijo, na Mealhada.

Da Escola Básica e Secundária de Anadia, a proposta passa pela criação de um jardim no “pátio da leitura” e, da EB de Vilarinho do Bairro (no mesmo concelho), propõe-se a utilização do “junco e do bunho existentes na Lagoa de Torres para elaboração de objetos, como forma de dinamizar culturalmente o património vivo da aldeia”.

Estes e outros projetos foram apresentados ontem, na Sala Pedro Nunes do Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, durante a sessão de encerramento do projeto “Todos na Rede (Natura 2000)”, coordenado pela KEEP – Associação para a Paz, as Pessoas e Planeta e pelo Centre for Functional Ecology – Science for People & the Planet.

A iniciativa representou o culminar de três meses de atividades levadas a cabo pelo projeto que foi vencedor do Prémio ICNF 2019 – Uma Ideia Natural, do Fundo Ambiental.

““Todos na Rede” é um plano de comunicação para dar a conhecer a Rede Natura 2000 à comunidade escolar e à população em geral, através de jogos, livros eletrónicos, exposições e concursos de fotografia. Desde setembro, atingimos mais de 2000 alunos e mais de 150 professores, fizemos cerca de 100 sessões”, disse ao DIÁRIO AS BEIRAS Joana Maciel E. Rocha, coordenadora do projeto.

Pode ler a notícia completa na edição em papel desta quarta-feira, 27 de novembro, do Diário As Beiras 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.